Comentário para a TV Multishow, em julho de 2005
"Casa de Areia"
Carlos Diegues
Não deixe de ver "Casa de Areia", um filme brasileiro de Andrucha Waddington.

Esse é o segundo longa-metragem de ficção desse jovem diretor, um dos melhores da nova geração de cineastas de nosso país, o mesmo que fez "Eu tu eles", protagonizado por Regina Casé, uma comédia poética passada num nordeste diferente dos clichês sobre a região.

Agora, Andrucha nos dá, com "Casa de Areia", mais um belo filme de extrema originalidade, difícil de comparar com qualquer outro que você tenha visto em sua vida.

Em "Casa de Areia", uma mulher e sua filha, interpretadas por Fernanda Montenegro e Fernanda Torres, são levadas pelo marido dessa última, com quem elas têm uma dívida que jamais conseguirão pagar, a viver numa região deserta e cheia de dunas, um areal infinito que engole sistematicamente a tudo e à própria casa que constróem para morar. O filme nos conta a saga dessas mulheres, através dos anos e de sua descendência, tentando escapar desse lugar e do destino que ele lhes reserva.

Um filme sempre se comunica conosco para nos informar de alguma coisa. No entanto, um filme não serve apenas para comunicar e informar, mas também para encantar. E é esse o mistério desse épico intimista, dessa bela história de construção da vida – o encantamento.

Um encantamento que nos é dado por suas imagens atordoantemente belas, pelo ritmo reflexivo e poético de sua narração, pela interpretação mágica de seu elenco onde brilham, além das duas grandes Fernandas, Seu Jorge e Luís Melodia, Stênio Garcia e Emiliano Queirós, Enrique Diaz e o cineasta Ruy Guerra, este numa participação de muita vitalidade, no papel do marido obsessivo e despótico.

Diante de "Casa de Areia", é como se você estivesse diante do início dos tempos, como se uma humanidade recém-criada estivesse fabricando seus costumes, se preparando para com eles sobreviver à miséria humana, inventando enfim uma nova antropologia para se relacionar com os outros e com o mundo à sua volta.

"Casa de Areia" merece ser visto por você.
Volta